Avaliação de um negócio

 

Avaliação de um negócio

De Thinkfn

 

A Avaliação de um negócio não é um processo mecânico, existem muitos métodos diferentes para fazer essa avaliação, e dentro desses métodos não raras vezes existem ainda muitos pressupostos e variáveis que podem ser alterados para produzir valores bastante diferentes.

Tabela de conteúdo

[esconder]

Métodos

Valor contabilístico

O método mais simples, e que tendencialmente dará os valores mais baixos para um negócio lucrativo, é considerar que este vale o capital próprio que acumulou durante a sua existência.

Este método não leva em conta a capacidade de geração de resultados e cash flow no futuro do negócio, daí os menores valores a que chega. É um método apropriado essencialmente para um cenário de liquidação, em que o negócio será extinto, os seus passivos satisfeitos, e os seus activos atribuídos aos sócios na proporção do capital detido.

O método também não leva em conta o valor de activos intangíveis que podem não estar contabilizados, como o valor da carteira de clientes, o valor das marcas, etc.

Cash flow descontado

Um método que leva em conta todo o cash flow que o negócio deverá gerar no futuro, descontado para o presente.

Levando em conta o futuro, este método produz valores mais elevados para o negócio. Porém, é um método extremamente sensível aos pressupostos (desde as taxas de crescimento para o futuro, às taxas de desconto utilizadas) e, consoante os pressupostos, pode produzir valores extremamente diferentes.

Múltiplos

Um método simples, em que múltiplos desejados de resultados (PER, EV/EBITDA, etc), de capital próprio (Price/Book) ou de outras variáveis como vendas (Price/Sales) são utilizados para, aplicados à realidade do negócio, produzirem para este um valor.

Os múltiplos usados podem resultar de uma negociação entre interessados, serem múltiplos do sector ou do mercado. Consoante os múltiplos utilizados e a realidade actual do negócio, este método produzirá valores mais baixos ou elevados.

Custo de substituição

Um método em que o que se apura é que investimento seria necessário para replicar o negócio em questão. O valor do negócio será, assim, o que custa investir para o substituir.

Este método terá dificuldade em quantificar quanto custa substituir eventuais activos intangíveis como a carteira de clientes, o valor das marcas, etc.

Múltiplos em transacções comparáveis

Uma forma tipicamente utilizada para valorizar negócios, é observar as últimas transacções que ocorreram no mesmo sector, e aplicar para a avaliação de um negócio, múltiplos comparáveis aos utilizados nessas transacções.

Soma das partes

Numa avaliação pelo método da Soma das partes, cada subsidiária da empresa é avaliada pelo método julgado mais adequado (se disponível, geralmente usa-se o preço de mercado), depois de se apurar o valor de cada subsidiária, soma-se cada um desses valores ponderando pela percentagem do capital detida, e subtrai-se a dívida ao nível da holding. O valor que resta, é o valor atribuível à holding.

Conclusão

Estes métodos são usados sozinhos ou em conjunto, podendo produzir não um valor para o negócio, mas vários ou um intervalo de valores. No final e para uma transacção, seja qual for o valor apurado, o valor final acabará sempre por depender de um processo negocial.


 

Autor

Incognitus 13h48min de 26 de Maio de 2008 (MDT)